domingo, agosto 14, 2022

OBRAS DE COMBATE À SECA LANÇADAS NO CUNENE

De obligada lectura

Foi hoje, 6 de Julho se 2022, lançada a pedra de mais projectos estruturantes de combate à seca no Cunene.
Este importante e estratégico acto de consignação foi presenciado pelo Ministro da Energia e Águas, João Baptista Borges, ladeado pelo Secretário de Estado para as Águas, Lucrécio Costa, o vice-governador do Cunene para Infraestruturas, Faustino Cortez e outras importantes figuras, tanto do Ministério da Energia e Águas como do governo local.
Este acto lançou então a construção do «Cunene 8» que contempla os lotes 7, 8 e 9, na margem direita do rio Cunene.
O referido projecto insere-se no âmbito do *PCESSA* (Programa de Combate à Seca no Sul de Angola) e faz parte de uma iniciativa integrada num conjunto de acções prioritárias que o Presidente da República, João Manuel Gonçalves Lourenço tem levado a cabo e que tem vindo a ser desenvolvido pelo MINEA, que irão, sem dúvidas, mitigar os graves problemas actuais decorrentes da seca extrema e assim inverter o ciclo de êxodo populacional, o risco de insegurança alimentar e outros males.
Desta forma, o Executivo leva não só água mas também esperança a estas populações destas regiões gravemente afectadas por este problema.
Este projecto «Cunene 8» a que hoje se assistiu ao seu lançamento, visa construir uma barragem no rio Caculuvar, na localidade da Cova do Leão e também um sistema de abastecimento de água às comunas da Cahama e Ochinjau.
Prevê-se assim ainda neste âmbito a reabilitação de 9 represas e a execução de um sistema de abastecimento de água a Óncocua, baseado no aproveitamento de furos artesianos existentes e na execução de novas captações subterrâneas.
Também o Chitado será contemplado com um sistema de abastecimento de água, com captação no rio Cunene.
Este ambicioso projecto prevê abastecer cerca de 240 mil pessoas, mais de 30 mil cabeças de gado, bem como efectuar 17 mil ligações domiciliares, mais de 250 chafarizes, irrigação de uma área de cerca de 75 hectares e ainda garantir mais de 1400 empregos directos, num prazo previsto de execução de 24 meses.
O Vice-Governador para as Infraestruturas da Província do Cunene, no seu discurso, felicitou o MINEA por este acto, tendo mesmo elogiado o PCESSA tendo em conta a sua importância para o Cunene.
Já o ministro João Baptista Borges referiu, entre outros aspectos, o facto de estas obras estruturantes serem importantes mas que a conjugação entre estas e «medidas de resultado imediato» é que podem concorrer para o sucesso desta importante estratégia de combate à seca no Cunene. Fez também menção ao factor emprego, sendo que esta obra irá empregar de forma directa cerca de 1400 pessoas. O ministro, em tom de esperança, referiu que vislumbra uma viragem para esta região e que isto irá atrair mais negócios, mais empregos e mais riqueza. Rematou dizendo que o PCESSA irá em breve passar igualmente para o Namibe e a Huíla. O titular da pasta da Energia e Águas prometeu mesmo trabalho e empenho para trazer água a esta região e resolver este problema nesta região do Cunene.

GABINETE DE TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO, COMUNICAÇÃO INSTITUCIONAL E IMPRENSA DO MINEA, Cunene, 6 de Julho de 2022

DEJA UNA RESPUESTA

Por favor ingrese su comentario!
Por favor ingrese su nombre aquí

Último artículo