domingo, agosto 14, 2022

REALIZAÇÃO DA PRIMEIRA CONFERÊNCIA INTERNACIONAL SOBRE ENERGIAS RENOVÁVEIS EM ANGOLA

De obligada lectura

Desde o início desta terça-feira (05) de Julho de 2022, o Ministério da Energia e Água em parceria com a Associação Lusófona de Energias Renováveis (ALER) e a Associação Angolana de Energias Renováveis (ASAER), promovem no Memorial Antônio Agostinho Neto, uma Conferência Internacional sobre Energias Renováveis, cujo objectivo é dar a conhecer os últimos desenvolvimentos e oportunidades de negócio no campo das energias renováveis no país. A referida conferência reúne mais de 300 participantes dos sectores público, privado, nacional e internacional, em formato virtual e presencial.
Esta cerimónia de abertura foi presidida pelo Ministro da Energia e Águas, João Baptista Borges, que referiu os grandes desafios do sector, apontando a taxa de acesso à electricidade para 50% até 2025, contra os actuais 42,8%, num universo de 33 milhões de habitantes.
Referiu ainda que os desenvolvimentos em curso estão relacionados com a expansão da capacidade de fluxo desta produção de electricidade, com a interligação das regiões Centro e Sul e das regiões Centro e Leste, integrando pelo menos mais 7 províncias e continuando a expandir a rede de distribuição no interior do território nacional.
Referiu que, com estes desafios, o Estado pouparia centenas de milhões de litros de combustível que são consumidos anualmente nas centrais térmicas. Mencionou também que estão a ser feitas mais de um milhão de novas ligações domiciliárias.
Nas palavras de João Baptista Borges, o país pretende dar passos significativos na utilização dos recursos que temos em abundância, como é o caso do sol.
Ele notou que Angola possui um recurso solar de elevado potencial, com uma média anual de radiação horizontal global entre 1.370 e 2.100 KWh/m2/ano.
Ele observou que, com base nestes recursos, a estratégia nacional para as energias renováveis previa a possibilidade de instalar parques solares estimados em 55.000 MW, ou quase 10 vezes mais do que a capacidade de produção instalada do país.
Chegou à conclusão de que esta é a primeira conferência a abordar esta questão que realizamos no país e, certamente, que a experiência a adquirir nos levará a outras experiências ou iniciativas para que continuemos a contar com a colaboração dos nossos parceiros da ASAER-Asociação Angolana de Energias Renováveis, para além das representações dos diferentes países que compõem a ALER-Associação Lusófona nas Energias Renováveis, entidade que tenho o prazer de anunciar a nossa adesão.
No seguimento do evento, foram também abordados os seguintes painéis:
*O Estado do Jogo das Renováveis em Angola e Oportunidade para o Futuro;*
*Quadro Institucional e Legal
*Perfil energético nacional
*Projectos de Energias Renováveis Ligados à Rede, entre outros.
Participaram também no evento o Secretário de Estado da Energia, Antonio Belsa da Costa,* altos funcionários do subsector da electricidade do MINEA, PRODEL, RNT, ENDE, IRSEA, Banco Mundial, Sonangol, ENI, Total Energies, MCA, Berkely Energy, Biocom e convidados respectivamente.

*Escritório de Tecnologia da Informação da MINEA, COMUNICAÇÃO INSTITUCIONAL E IMPRENSA* , Luanda, 5 de Julho de 2022.

DEJA UNA RESPUESTA

Por favor ingrese su comentario!
Por favor ingrese su nombre aquí

Último artículo